Criador curriculo online

Curriculo para estagio

Saiba como aproveitar sua experiência de estágio no currículo para encontrar um novo emprego


O que deve, sem sombra de dúvidas, ser incluído no seu currículo? E o que você pode abandonar?
Quando se trata de estágios, muitos candidatos têm essas e outras dúvidas cruéis. Apesar de alguns profissionais recomendarem a inclusão de poucas informações no CV, incluir estágios no currículo pode ser uma boa oportunidade para demonstrar o seu potencial, em especial quando sua experiência de trabalho ainda é limitada.

Mas existem outros fatores que podem influenciar na escolha de inserir os dados de um trabalho de estagiário em seu histórico profissional. Neste artigo vamos descobrir quais são os perfis indicados para inserir estágios no CV e qual a melhor maneira de fazer isso para chamar a atenção dos gerentes de contratação de uma vez por todas.

 

Como fazer um curriculo para estagio

Essa é uma dúvida que sempre aflige diversos candidatos, no entanto, podemos iniciar este artigo reafirmando um ponto já bastante discutido em textos anteriores.

O seu currículo sempre deve estar atualizado e com informações coerentes, preferencialmente casadas com os requisitos que o cargo anunciado necessita.
Muitos profissionais acreditam que manter estágios em seu currículo só é útil se você estiver no primeiro ou segundo emprego ou no caso de não possuir nenhuma experiência de trabalho. Isso em parte é verdade, caso contrário, os únicos estágios que você deve manter em seu currículo a longo prazo são aqueles que são poderosos atrativos para o emprego em que se candidata, ou seja, algo que agregue valor imediato e o posicione com um ótimo desempenho.

Evidentemente, os estágios não exercem tanta força quanto as posições pagas, dessa forma, se os estágios realizados não propuseram atividades relacionadas com o emprego almejado, ou se o candidato tiver um histórico profissional relevante, esse espaço no seu currículo é melhor usado compartilhando outras experiências de trabalho ou acadêmicas.

Mas se você acaba de se formar, provavelmente se sentirá em apuros, afinal, todo empregador quer alguém com experiência, mas você não pode obter experiência sem um emprego, certo? Uma solução é participar de um processo de estágio e incluir essa experiência em seu currículo para chamar a atenção, pois um estágio muitas vezes, também conta como experiência de trabalho real.

Outra circunstância comum que exige a inclusão de estágios seria uma mudança de carreira. Por exemplo, se você está fazendo a transição de uma carreira longa em jornalismo para uma nova carreira em agronomia, é provável que os estágios sejam necessários. Não há absolutamente nada de errado com isso.

O ideal para decidir quando incluir ou não um estágio em seu currículo, é analisando os requisitos exigidos para a posição ofertada. Avalie se os conhecimentos adquiridos durante o processo de estágio podem ser aproveitados para a vaga em questão. Tenha orgulho de suas realizações e enfatize sua experiência no perfil profissional sem medo de errar.

Como adicionar estágios no seu currículo

Uma das formas de maximizar o impacto de um estágio em seu currículo se dá pela maneira como as informações são adicionadas no papel. Afinal, muitos estágios não são remunerados e não exigem muita habilidade para serem alcançados.

No entanto, com o mercado de trabalho altamente competitivo, seria tolice deixar de fora qualquer experiência que é relevante para a carreira que você está procurando e acredite, existem estagiários que desenvolvem muito mais do que um trabalhador regular.

Há muita confusão sobre como adicionar um estágio em um currículo. Qual a melhor forma de destacar as atividades? Devo escrever no documento que a experiência foi adquirida através de um programa de estágio?

Para sanar de vez esses questionamentos, lembre-se que a estrutura de suas descrições de estágio no currículo deve ser quase idêntica à estrutura das descrições de experiência de trabalho regulares, no entanto, o recrutador deve saber que você está descrevendo um estágio e não uma experiência profissional regular, independente do programa pelo qual passou ter sido remunerado ou não.
Em resumo, liste o título da função exercida e o nome da empresa, não se esqueça de inserir o período de tempo durante o qual você estagiou.

Como qualquer experiência profissional, a próxima parte é percorrer sua lista de responsabilidades e escolher as que são mais relevantes para o trabalho para o qual você está se candidatando.
Faça um breve resumo sobre suas tarefas e como você se mostra um candidato ideal a partir daquela experiência para a vaga desejada. Em casos onde foi realizado mais de um estágio, liste-os no currículo em ordem cronológica inversa.

Onde incluir os estágio no currículo

Onde incluir os estágio no currículo? Devo incluir essa experiência em qual seção, se é com o resto da sua experiência de trabalho ou talvez em uma seção de estágios separada? A resposta é… depende da sua situação.

Se a maior parte de sua experiência de trabalho anterior é irrelevante para o setor ao qual você está se inscrevendo, é melhor colocar sua experiência de estágio no topo, junto com qualquer outra experiência profissional, isso dará maior destaque ao currículo pronto.

Mas não se esqueça de ao incluir estágios na seção de empregos, você está lidando com o restante de sua experiência paga, portanto especifique que aquele trabalho foi um estágio.
Os programas de estágio às vezes duraram apenas alguns meses, e não referenciá-los corretamente pode dar a impressão de que você teve uma experiência de trabalho curta demais, algo que nem sempre cai bem em um currículo.

Mesmo que seu CV seja selecionado e você possa ser entrevistado, isso pode ser perguntado durante as etapas presenciais, demonstrando que houve ocultamento de informações importantes no documento.
Jamais menospreze um programa de estágio, eles são uma das melhores maneiras de colocar o pé na porta de uma empresa ao se aventurar no mundo do trabalho ou mudar de carreira. Embora muitos estágios não sejam remunerados, eles são tão valiosos quanto a experiência de trabalho paga quando se trata de aprender as habilidades do campo.

Mas também há ocasiões em que o candidato pode julgar melhor incluir seu estágio separado da sua experiência de trabalho, principalmente se ele é mais recente e se você tem bastante experiência profissional com posições notáveis ​​que se alinham ao setor. Nesse caso, você pode colocar a experiência de trabalho em primeiro lugar, seguida de uma seção de estágio e em seguida, a seção de formação acadêmica.

Algumas pessoas colocam seus estágios na parte inferior de seu currículo ou o deixam completamente de fora do documento. Esta pode ser uma má ideia, já que o estágio pode ser o divisor de águas que o diferencia dos outros candidatos a emprego. Deixar essa experiência de fora do CV é uma decisão arriscada, aconselhamos fazer isso apenas sob circunstâncias onde a experiência profissional ou acadêmica é muito mais relevante, também existe a alternativa de incluí-los na seção de informações adicionais, mas fique ciente de que assim eles terão pouquíssima relevância no documento.

Dicas para um curriculo para estagio

Existem três formatos gerais de currículo: o CV cronológico, funcional e o currículo combinado. Geralmente, a melhor escolha para um estudante ou candidato de nível de entrada que está iniciando sua carreira, quando os estágios são mais valiosos, é um currículo cronológico. Neste tipo de currículo, você lista sua experiência de trabalho mais recente primeiro e termina com sua experiência de trabalho mais antiga.

Acreditamos que o candidato definitivamente deve adicionar um estágio ao seu currículo, especialmente se você não tiver experiência de trabalho remunerada na área que está aplicando.

Uma dica valiosa é mensurar os resultados, os recrutadores adoram isso. Assim como a experiência de trabalho regular, é importante quantificar suas conquistas e entrar em detalhes o máximo possível.

Faça uma lista abrangente de todas as responsabilidades que você possa imaginar e que eram inerentes no programa de estágio. Isso permitirá que você troque diferentes pontos e tenha um currículo pronto mais flexível.

Depois de ter seus estágios e experiência de trabalho na ordem apropriada, inclua de três a quatro tópicos detalhando seus deveres específicos no programa, use marcadores para deixar o currículo mais fácil e agradável de ler.

Outro conselho importante para aqueles que pretendem incluir os estágios na seção de experiência profissional, é manter a formatação do seu estágio igual ao restante da sua experiência de trabalho, para que ela não pareça menos importante.

Se ainda tem dúvidas se esta é a melhor seção para incluir seus estágios no currículo, considere nomear a seção “Experiência profissional relevante” em vez de “Experiência de trabalho”, assim não haverá problemas em incluir qualquer atividade não remunerada.

A última dica é combinar suas experiências de estágio com as expectativas exigidas pelo empregador para o cargo, dessa forma você aumentará muito suas chances de conseguir o emprego. Se você precisar de ajuda para escolher as descrições corretas a incluir, procure palavras-chave ou frases na listagem de emprego e tente combiná-las em seu currículo.

Não cometa o erro de pensar que você é muito velho ou que está muito adiantado em sua carreira para incluir estágios. Se eles forem relevantes, encontre uma maneira de incluí-los no currículo. Você nunca sabe qual recrutador será capaz de se relacionar com sua experiência e, quando o fizer, será uma grande vantagem para você.