Currículo ou curriculum: Qual o certo?

Se você já se questionou sobre as palavras Currículo ou “Curriculum”, qual o certo? Saiba que ambas as palavras existem e estão corretas. A única diferença entre elas, na língua portuguesa, é que a primeira é a versão aportuguesada da palavra em latim, curriculum.

Mas será que você sabe qual a diferença entre esses dois tipos de documento? Se ainda não sabe, essa é a hora!

Este artigo irá mostrar:

  • CV ou currículo – a diferença entre os documentos
  • Como é o formato de ambos os documentos e quando usá-los
  • O que o termo CV significa

Portanto, aproveite a leitura. Neste texto trazemos ao leitor as principais diferenças entre os dois formatos de currículo e qual é o melhor para cada tipo de candidato.

curriculo ou curriculum

Currículo ou curriculum, como se escreve?

Conforme dissemos anteriormente, ambas as formas de escritas estão corretas.

A palavra currículo, com acento agudo na segunda das 4 sílabas e a vogal “o” no final, é a forma mais usual e que majoritariamente é dita pelos brasileiros. Essa é a versão em português da palavra em latim curriculum.

Já a palavra curriculum é usada junto com outra palavra, “vitae”, formando a expressão latina curriculum vitae.

Portanto, não se preocupe se é currículo ou curriculum, ambas significam basicamente a mesma coisa, um documento onde constam vários dos dados pessoais, educacionais e profissionais de um candidato a uma vaga de emprego.

No entanto, a diferença está no estilo e dados a serem inseridos em cada documento.
Se você almeja ingressar no mercado de trabalho, deve mandar o seu curriculum ou currículo, por isso é importante não apenas se atentar no jeito que as expressões são escritas, mas principalmente em qual o formato de documento realmente solicitado pelo contratante.

Você pode fazer um bom curriculo, usando o latim ou usar o bom e velho português e preferir a expressão currículo, todavia, muitos gramáticos e estudiosos da língua defendam que devemos privilegiar o uso da palavra em português.

A única regra que deve ter em mente, é que não é possível misturar as duas formas, ou seja: um candidato não pode escrever “currículo vitae”, essa mistura das duas línguas não existe, ou pelo menos não é a forma correta de expressão.

Concluindo, currículo ou curriculum vitae, tanto faz, só lembre-se que dependendo do formato do seu perfil profissional impresso, nem sempre ele é classificado como um curriculum. Saiba o por que na seção a seguir!

Diferença entre curriculum vitae e currículo?

Qual é a diferença entre um curriculum e currículo? As principais diferenças entre ambos consiste na duração de cada documento, o que está incluído e para que cada um é usado. Enquanto ambos são usados ​​em pedidos de emprego, um CV e um currículo nem sempre são intercambiáveis.

Da mesma forma como o currículo que já conhecemos muito bem, o curriculum vitae também consiste no seu perfil profissional com dados sobre sua experiência de trabalho, educação e contato pessoal.

A expressão CV nada mais é que a abreviação de curriculum vitae. O problema é que quando ouvimos a expressão na boca do povo, percebemos que do que é dito, o CV soa muito como um currículo simples. Mas por que é tão comumente utilizado quando mesmo assim queremos dizer currículo?

A resposta desta pergunta está no simples fato de não darem importância no uso das palavras currículo ou curriculum, mas aprofundando-se no assunto, não passa de ignorância sobre as expressões.

Para candidaturas em determinadas vagas de emprego no Brasil, ou até mesmo no exterior, pode ser solicitado pelo contratante o envio de um CV ao invés de um currículo.
Um CV (Curriculum Vitæ, que significa curso de vida em latim) é um documento detalhado que pode ser apresentado em pelo menos duas, ou mais, e contém um alto nível de detalhes sobre suas conquistas, muito mais do que apenas uma carreira.

O curriculum vitae, na verdade, é um documento que geralmente inclui mais informações do que o seu currículo típico, constando muitos detalhes sobre a sua educação e realizações acadêmicas, assim como pesquisas, publicações, honras e prêmios, afiliações e muitos outros.

O documento tende a ser organizado cronologicamente e deve facilitar a obtenção de uma visão geral da carreira profissional completa de um indivíduo. Um CV é estático e não muda para posições diferentes, a diferença estaria na carta de apresentação.

Um bom curriculum vitae deve, idealmente, cobrir não mais do que seis páginas, mas isso depende muito da experiência do profissional. Quanto mais realizações tiver, mais poderá incluir em seu documento.

É claro que um currículo clássico também pode conter várias das informações que são obrigatórias em um CV, mas de forma bem resumida.
Enquanto um CV é composto por várias páginas, comumente o currículo típico abrange no máximo duas folhas, pois o leitor intencionado não vai ficar no seu documento por muito tempo. O objetivo de um currículo é fazer com que um indivíduo se destaque da concorrência.

O candidato deve adaptar o currículo a todas as posições para as quais se candidatar. É do interesse do requerente alterar o currículo de um pedido de emprego para outro e adaptá-lo às necessidades do cargo específico. Um currículo não precisa ser ordenado cronologicamente, ele não tem que cobrir toda a sua carreira como e é um documento altamente personalizável.

Independente do formato de curriculo, procure garantir que o conteúdo seja claro, estruturado, conciso e relevante. Assim como no formato clássico, usar marcadores, em vez de sentenças completas, pode ajudar a minimizar o uso de palavras.

Quando usar um currículo e quando usar um CV?

Assim como um currículo, um curriculum vitae (CV) fornece um resumo de sua experiência e habilidades profissionais e acadêmicas. Normalmente, os CVs são mais longos que os currículos – pelo menos duas ou três páginas.

Os CVs incluem informações sobre sua formação acadêmica, deve constar dados sobre a experiência de ensino, graduação, pesquisa, honras e prêmios, apresentações, publicações, e outras conquistas. O curriculum é, portanto, muito mais longo que o formato clássico que estamos acostumados, eles incluem mais informações, particularmente detalhes relacionados à formação acadêmica.

Os currículos vêm em alguns tipos, incluindo os formatos cronológico, funcional e de combinação. Ele fornece um resumo de sua educação, histórico de trabalho, credenciais e outras realizações e habilidades. Há também seções opcionais, incluindo um resumo do objetivo e uma declaração resumida.

Currículos são os documentos mais comuns solicitados pelos candidatos nos pedidos de emprego.
Os CVs são usados ​​principalmente quando as pessoas se candidatam a cargos internacionais, acadêmicos, educacionais, científicos, na área médica ou de pesquisa, ou quando se candidatam a bolsas de estudo.

Na Europa, Oriente Médio, África ou Ásia, os empregadores podem esperar receber um curriculum em vez de um currículo. No Brasil, são voltados mais para os setores já descritos acima.
Portanto, se você está se candidatando à uma vaga de emprego em uma empresa fora dos ramos citados, dê preferência ao bom e velho currículo clássico, a não ser que seja solicitado o contrário.
Independente de qual você prefere – o CV, o currículo, ou os dois – selecione sempre um formato que melhor se adapte ao tipo de trabalho para o qual você está se candidatando.

 

Dicas para escrever um bom currículo ou currículum

Se você estiver escrevendo um curriculum ou currículo, existem algumas regras úteis que você deve seguir.

Combine seu currículo ou CV para a posição. Isso é mais importante ao escrever o currículo, mas também se aplica a um CV. Certifique-se de destacar sua educação, experiência de trabalho e habilidades relacionadas à indústria ou emprego específico.

Em um currículo, por exemplo, se você está se candidatando a um emprego em educação, talvez queira colocar sua experiência de ensino no topo do papel, mas se não for relevante, você pode incluir apenas a experiência de trabalho relacionada diretamente ao trabalho para o qual está se candidatando. Você também pode incluir palavras-chave da descrição do trabalho em seu curriculum ou currículo. Isso mostrará ao empregador que você é um candidato ideal para a posição.

Use um modelo! Você pode querer usar um formato já pronto para estruturar seu currículo ou curriculum vitae. Isso dará ao seu documento uma organização clara, que ajudará o empregador a ver rapidamente suas qualificações e experiência.

Não se esqueça também de editá-los, não importa se você usa CV ou currículo, você precisa editar o documento completamente. Certifique-se de que não há erros gramaticais ou ortográficos.
Além disso, verifique também se o formato é uniforme. Por exemplo, se você usar marcadores na descrição de um trabalho, use marcadores em todas as descrições de trabalho.