FAÇA O SEU CV AGORA

O currículo em inglês

Saiba como fazer o seu currículo em inglês e candidate-se para vagas no exterior
criar um curriculo

Existem algumas diferenças notáveis na comparação entre um currículo em inglês no estilo americano e outro no estilo britânico. Mas ambos servem ao mesmo propósito: conseguir um emprego!

Além desse fato, as semelhanças ainda são maiores que as diferenças culturais que influenciam o modo como as pessoas preparam o documento — principalmente se compararmos o CV clássico usado em países da América Latina e Europa com os currículos feitos nos Estados Unidos e no Canadá.

Mas então, quais são as principais diferenças? E como escolher entre o formato de currículo em inglês americano ou o britânico?

Você vai descobrir tudo isso (e mais um pouco) neste artigo.

Como fazer currículo em inglês

Por mais que você tenha um excelente domínio da língua inglesa, é sempre bom conferir algumas dicas sobre o que fazer e o que não fazer ao criar um CV em inglês. Assim você não precisa se preocupar com detalhes desnecessários e ainda ganha tempo para preparar um conteúdo perfeito.

Então, vamos esclarecer todas as principais dúvidas e diferenças, a começar pelo nome do CV em inglês.

Como você sabe, CV é a abreviação de curriculum vitae. Esse nome vem do latim e significa “(o) curso da (minha) vida”.

Na Inglaterra, por exemplo, estas são as formas usadas para nomear o documento que você usa para se candidatar a um emprego: curriculum vitae ou, informalmente, CV.

Já nos países da América do Norte, o documento é chamado de resume, derivando do termo em francês résumé que significa “um resumo” e é o formato preferido nos Estados Unidos.

O resume geralmente tem apenas uma página e é projetado para facilitar a leitura pelos empregadores em potencial. Por conta dessa limitação de espaço, todas as informações fornecidas para detalhar seu histórico de empregos, habilidades e realizações, devem ser relevantes para o cargo para o qual você está se candidatando.

O formato de resume parece ter sido projetado para fazer você se destacar da concorrência, pois o currículo em inglês pronto é altamente personalizável — os candidatos a emprego nos EUA costumam refazer o documento para adaptar a cada cargo ao qual se candidatam.

Além do mais, um resume não precisa conter informações em ordem cronológica e nem incluir todos os empregos desde o início da carreira. O foco vai para as informações mais importantes para o cargo em questão.

No entanto, também há casos em que se utiliza os currículos longos nos EUA, geralmente para funções mais técnicas ou acadêmicas. Se essa é a expectativa de um empregador, o anúncio da vaga vai indicar que você deve apresentar seu “currículo profissional” ou curriculum vitae em vez do resume.

Voltando ao Reino Unido, o formato de CV preferido na Grã-Bretanha é um pouco mais longo e inclui mais detalhes.

Assim como em outros países da Europa, um currículo tradicionalmente é tido como um documento detalhado que oferece uma visão geral da carreira inteira de uma pessoa, em ordem cronológica, abrangendo várias páginas.

Para você ter uma ideia, o CV em inglês completo pode mencionar notas e outros dados de realizações acadêmicas, como prêmios e honras. Além disso, esse formato inclui uma pequena declaração pessoal dos objetivos, hobbies e interesses fora da carreira.

Tal modelo de currículo em inglês, mais conhecido em países europeus e em países como Irlanda, Austrália e Nova Zelândia, é projetado para dar uma visão completa do seu “curso de vida”. Com isso, o documento se torna estático. Ou seja, o mesmo CV é usado em suas candidaturas para qualquer vaga e você faz alterações apenas na sua carta de apresentação, não no seu currículo.

Contudo, como regra geral, os empregadores não precisam ler páginas e mais páginas sobre cada uma de suas conquistas.

Hoje em dia, os currículos do Reino Unido estão mais reduzidos, normalmente para cerca de duas páginas, detalhando apenas aquilo que você conquistou e que considera relevantes para um trabalho específico ao qual está se candidatando.

Mas lembre-se: ainda é importante adotar a ordem cronológica no curriculum vitae e, embora não seja necessário mencionar notas e desempenho escolar, você deve colocar as informações básicas sobre sua formação no ensino médio, superior e outro nível mais alto de escolaridade, se tiver.

Se você quer saber mais sobre como fazer um currículo em inglês e se candidatar a empregos na Europa, leia nosso artigo sobre o Currículo Europeu para ter uma visão geral de como é elaborado o documento e aproveite o template disponível no site oficial do Europass.

Formato do currículo em inglês

Um currículo em inglês com estilo resumido é o preferido nos EUA e no Canadá. Os americanos e canadenses só trocariam um resume por um curriculum vitae quando estivessem se candidatando a um emprego no exterior, ou se estivessem em busca de um cargo acadêmico.

O formato do documento, como explicado anteriormente, é conciso e direto. Ele costuma ser de apenas uma página, mas pode ter (no máximo) duas se você for um profissional com muita experiência.

Inclusive, é considerado pouco profissional compartilhar informações pessoais (além do nome e contatos) em um currículo em inglês para trabalhos nos Estados Unidos ou Canadá — nem mesmo na carta de apresentação,

A única exceção é uma sutil menção ao gênero, usando os pronomes de tratamento Mr., Mrs. ou Miss, quando a pessoa tem um nome de gênero neutro, como Alex, Blake, ou Casey, por exemplo. Ainda assim, isso é opcional.

Pode ser que você ainda se depare com alguns exemplos de currículo americanos que mencionam interesses pessoais ou hobbies, mas isso já se tornou obsoleto em um mercado de trabalho tão competitivo como o atual.

Tais informações só devem ser incluídas se os passatempos do candidato sejam excepcionalmente relevantes para o cargo para o qual ele está se candidatando.

Da mesma forma, um currículo utilizado nos países da América do Norte não costuma ter informações sobre o ensino médio — que são esperadas em um currículo europeu, mesmo se o candidato tiver diploma universitário.

Em geral, um resume só contém dados do ensino médio se o candidato não tiver concluído nenhum curso universitário. E, às vezes, até isso é considerado opcional. Quando incluso, o formato é parecido com este: “Nome da Escola, Cidade, Estado (Ano de Formatura)”

Também vale ressaltar que, tradicionalmente, não é necessário incluir uma foto no currículo.

Blocos do currículo em inglês

Para criar o currículo em inglês no formato correto, a primeira dica é organizar as informações e dados profissionais em blocos.

A ordem correta para este modelo de CV, em geral, é bem parecida com os outros formatos de currículos que discutimos em nosso blog:

  • inclua como dados pessoais apenas as informações necessárias para os gerentes de contratação entrarem em contato com você
  • descreva rapidamente seu objetivo ao se candidatar à vaga em questão
  • faça um resumo de competências e habilidades (opcional)
  • forneça uma lista com detalhes da sua experiência profissional
  • informe seu nível mais alto de formação acadêmica
  • inclua idiomas, cursos extracurriculares e outras informações, apenas quando relevantes.

Se você tem pouca (ou nenhuma) experiência profissional, coloque a formação acadêmica no começo do documento e faça o resumo de qualificações com base em trabalhos voluntários, estágios ou outros detalhes que possam demonstrar seu potencial de desempenho no trabalho.

Sempre é válido analisar quais são os seus pontos fortes em relação à vaga que almeja. Procure destacar esses pontos no começo do currículo.

De preferência, descreva as informações em ordem cronológica decrescente (mas isso não é uma regra).

É fundamental formar as frases no estilo nativo e escrever com grafia correta, para que o conteúdo do seu CV não pareça uma tradução “ao pé da letra”. Lembre-se que a gramática nem sempre é uma coisa lógica.

Importante: jamais copie um currículo em inglês pronto ou reproduza os resultados de tradutores online.

É melhor tirar suas dúvidas em fóruns de idiomas ou buscar perfis em inglês no LinkedIn, verificando se a pessoa tem nacionalidade em países de língua inglesa e atuam na área desejada.

Com isso, você vai ter uma ideia sobre as palavras e expressões mais usadas para descrever o que você faz. Dessa forma, você vai ganhar uma maior amplitude de vocabulário e escrever o CV em um tom profissional.

Confira abaixo os principais termos utilizados no currículo em inglês:

  • Personal Details – São as informações pessoais, que devem aparecer primeiro em seu CV. Como ocorre nos currículos brasileiros, isso é importante para que os recrutadores saibam quem você é e como entrar em contato com facilidade.
  • Positions Held ou Professional Experience – Parte reservada para as suas experiências profissionais. Cite as empresas em que trabalhou, descreva sucintamente as funções realizadas e resultados obtidos.
  • Qualifications/Education ou Educational Background – Nesta parte o candidato deve colocar dados básicos sobre sua formação acadêmica, podendo incluir cursos que agreguem valor à vaga em questão.
  • Key Skills ou Language Skills – É a parte das habilidades linguísticas. Se você domina um ou mais idiomas estrangeiros, mencione o seu nível de proficiência e eventuais informações sobre certificados.
  • Volunteer Work – Se refere a trabalho voluntário e não é obrigatório mencionar. Porém, é interessante inserir no currículo se as habilidades adquiridas forem importantes para a função desejada.
  • Major Accomplishments – São as principais realizações ou conquistas que você teve em empregos anteriores. Se for possível incluir resultados numéricos nessas descrições, isso vai ganhar destaque no documento.

Modelo de currículo em inglês

Inspire-se neste modelo de currículo em inglês e comece a criar o seu!

RESUME

Nome completo (Full name)

Endereço (Address)

Telefone (Phone)/Celular (Mobile) 

E-mail (Email)

Objetivo – Objective

O objetivo do currículo é a parte em que o candidato se apresenta brevemente à empresa. A função aqui é atrair a atenção do avaliador para o seu potencial de preencher a vaga. Por isso, você pode mencionar habilidades e competências dentro da sua profissão e/ou atividades que você já exerceu, de forma sintética, para destacar seus pontos fortes.

Formação Acadêmica – Academic/Educational background, Qualifications summary ou Areas of Expertise 

Aqui, você deve informar apenas a graduação obtida, a instituição e o ano de conclusão. Confira os termos mais usados para isso:

  • Graduado (bacharel) – B.A. ou B.S.
  • Mestrado – Msc
  • Doutorado – PhD

Experiência Profissional – Professional Background, Professional Experience, Work Experience, Positions Held ou Employment History

Declare o nome das empresas nas quais trabalhou, cidade e país, o período de contratação e o nome do cargo, além de uma breve descrição das atividades executadas. De preferência, adote a ordem cronológica inversa.

Para mencionar os meses trabalhados você pode escrevê-los de forma abreviada: Jan, Feb, Mar, Apr, May, Jun, Jul, Aug, Sep, Oct, Nov e Dec.

O termo Major Accomplishments pode ser utilizado nesta seção para descrever suas realizações ou conquistas, mas não comece as frases o com o pronome pessoal “eu” (em inglês: I).

Idiomas e Computação – Languages and Computer skills ou Key Skills 

Mencione aqui o seu nível de domínio de idioma(s) estrangeiro(s), usando termos como fluent (fluente), advanced (avançado), intermediate (intermediário) e basic (básico). Se quiser, mencione também os seus conhecimentos em informática, de forma sucinta. Exemplo: Proficient user of MS Office).

Cursos extracurriculares – Extracurricular activities

Incluir esta seção não é a regra em currículos em inglês, mas você pode fazer isso se tiver feito cursos que sejam relevantes para a vaga desejada. Nesse caso, indique de forma abreviada o mês e o ano da realização do curso.

Outros – Others

Esta seção também é opcional, inclua somente informações relevantes e que não estejam relacionadas aos itens anteriores. Exemplos:

  • Certificações e Licenças – Certification and Licences
  • Publicações – Publications
  • Participação em grupos ou organizações profissionais – Affiliations
  • Viagens a estudo ou trabalho – Field Trips ou Training Trips
  • Prêmios – Awards / Honors
  • Pretensão salarial – Expected Salary (apenas se for solicitado e com um valor anual em vez de mensal)
  • Trabalho voluntário – Volunteer Work
  • Referências – References (quando for solicitado)

É fundamental manter o seu currículo em inglês atualizado, mesmo que você não esteja se candidatando à alguma vaga no momento. Afinal, nunca se sabe quando pode surgir uma oportunidade no Brasil ou no exterior!