O que fazer na dinâmica de grupo para ser escolhido

O que fazer na dinâmica de grupo para ser escolhido

Participar de uma dinâmica de grupo é uma das etapas finais do processo seletivo profissional. Parabéns! Você deve estar feliz de chegar tão longe e, certamente, ansioso para ser o candidato escolhido. Mas não deixe que essas emoções atrapalhem seus próximos passos. Comemore a oportunidade e faça dela uma plataforma para alavancar seu sucesso.

Neste artigo, apresentamos os principais exemplos de dinâmica de grupo para ajudar você a se dar bem essa experiência. A chave é entender o que as empresas buscam nesse tipo de avaliação e qual o impacto de seu comportamento no resultado.

Tipos de dinâmica de grupo

Dinâmicas de apresentação

É comum os recrutadores abrirem os trabalhos com essa técnica de dinâmica de grupo. Pode ser proposto que cada um fale um pouco sobre si mesmo ou que haja algum tipo de jogo para reconhecimento dos participantes.

Como se trata de uma atividade para “quebrar o gelo”, procure relaxar e agir de forma autêntica. Porém, não se esqueça de que a avaliação de como você se comporta já está valendo. A ideia é descobrir aspectos de comunicação que dificilmente seriam abordados na entrevista de emprego.

Dinâmicas com materiais de arte

Essas atividades têm o objetivo de avaliar a criatividade dos candidatos. Os recrutadores vão providenciar tintas, canetas coloridas, cola, papéis variados, recortes de imagens… e propor que você (ou seu grupo) apresente um tema usando esses elementos.

Portanto, sua maior preocupação deve ser a de criar uma representação visual de fácil identificação, dentro do tempo estipulado.

É claro que você vai ganhar pontos se conseguir demonstrar senso estético e bom gosto — ainda mais se o cargo pretendido for relacionado ao universo das artes ou comunicação visual. Porém, evite o perfeccionismo na execução de pequenos detalhes. A ideia é que é essencial.

Dinâmicas de previsão

São focadas em identificar suas metas e intenções na empresa. Elas podem partir da simulação de uma das rotinas da função ou de uma atividade lúdica como a criação do seu “crachá de funcionário” com os materiais de arte.

Embarque na ideia e imagine-se vivenciando o dia a dia de seu novo emprego. Aproveite para adotar um conjunto de atitudes assertivas: ouvir com atenção, demonstrar autoconfiança, entusiasmo e preparo — especialmente no que diz respeito à cultura da empresa.

Dinâmicas desafiadoras

Para emular as demandas em ritmo acelerado e as pressões enfrentadas no cargo pretendido, os recrutadores podem propor alguns desafios mais complexos. O clima de competição se torna mais acirrado, mas você pode ganhar destaque se conseguir manter a calma e o senso de ética.

Um dos mais famosos exemplos desse tipo de dinâmica é o jogo da ilha, em que o recrutador coloca o grupo em um espaço delimitado. A proposta é que todos se imaginem ilhados, com as provisões acabando, e tenham que bolar uma estratégia para sair dessa situação.

Há também a brincadeira de desvendar o que há em uma caixa misteriosa, onde a cada etapa são lançados dilemas a serem resolvidos em instantes.

Jogos como estes podem deixar os candidatos nervosos, já que exigem agilidade de raciocínio, tanto individual quanto em equipe. Neles os recrutadores observam habilidades de solução de problemas, inteligência emocional e, principalmente, capacidade de gestão e liderança.

Dinâmicas conciliadoras

São atividades mais subjetivas, escolhidas para avaliar habilidades relativas à comunicação interpessoal. Em geral, é proposto algum tipo de debate ou são criadas narrativas tendo os candidatos como personagens.

Por exemplo, uma pessoa representa um cliente problemático enquanto a outra deve atendê-lo e apresentar uma solução. Ou então, uma deve orientar a outra com relação a algum problema específico. Nessa interação, todos os detalhes são observados. Então, não deixe que a competitividade transforme a brincadeira em uma disputa de argumentos.

Procure manter o semblante amigável e ouvir o outro candidato com empatia. Para se sair bem nesse tipo de atividade é essencial se expressar com a linguagem adequada, facilitando a conversa e expondo seu ponto de vista com clareza e educação.

Mostre o que você tem de melhor

Mais do que ensaiar uma série de táticas para se dar bem em uma dinâmica de grupo, desenvolva suas habilidades e apresente-as da melhor forma possível. Mantenha o foco, ouça atentamente as orientações dos recrutadores e evite se comparar com outros candidatos.

Boa sorte!