Criador curriculo online

Cursos e certificados em um currículo

Aprenda como incluir cursos em seu currículo para se destacar de outros candidatos


Inúmeros candidatos que pretendem atuar no mercado de trabalho têm razões variadas para obter certificações, o que faz com que a colocação dessas informações em um currículo também varie.

Alguns podem preferir incluir tais informações na seção de educação, como por exemplo quem ganha um bacharel ou mestrado. No entanto, as certificações podem abranger uma gama mais ampla de atividades, como a realização de cursos de atualização após a faculdade ou o preenchimento de requisitos profissionais.

Ao procurar um novo funcionário, os empregadores geralmente buscam coisas diferentes nos perfis profissionais recebidos, mas todos tentam responder à mesma pergunta abrangente: esse indivíduo pode agregar valor à minha empresa?

Se você se considera um forte candidato em potencial, chegou a hora de ajudá-los a chegar nessa conclusão! Pode ser uma tarefa difícil distinguir-se da multidão, mas apresentar os cursos e certificados no currículo é um excelente ponto de partida.

Neste artigo vamos mostrar diversas razões pelas quais você deve adicionar cursos online, presenciais e outras certificações ao seu currículo tornando-o mais promissor e atraente.

 

Como colocar cursos e certificados em um currículo

Independente do curso ou certificado que você possui, acreditamos que uma maneira de chamar a atenção dos recrutadores é incluir essas informações no seu currículo pronto.
Como elaborar um currículo mostrando os cursos que você praticou é o assunto que vamos tratar no artigo, mostrando que o candidato pode ir além do que simplesmente informar a sua formação acadêmica.

Sempre que você finaliza um curso em uma instituição, é concedido ao discente um certificado de conclusão das atividades e aulas, os mais comuns são as certificações de ensino fundamental e médio, além de faculdades cursadas ou especializações na área de interesse do candidato, no entanto, algumas pessoas obtêm certificados depois de concluírem o ensino profissional e técnico de curto prazo, o que muitas vezes leva diretamente à colocação profissional, também existem cursos oferecidos à distância, online ou semi-presenciais.

É importante saber como mostrar esses dados da forma correta, usando-os como estratégia para tornar o seu currículo pronto mais atraente. Sua escolha de incluir as certificações no currículo pode afetar parcialmente se as empresas o contactam para uma entrevista.

A primeira maneira de incluir cursos e certificados em um currículo é também a mais utilizada.
Geralmente os candidatos optam por inserir essas informações na seção de educação.

Se você está procurando um lugar em suas seções de currículo atuais para certificações, a seção “Educação” é a opção mais lógica. Você pode modificar o nome dessa seção para alertar qualquer pessoa que leia seu currículo de que a seção contém mais do que apenas as informações da faculdade.

Recrutadores e gerentes de contratação podem ter maior facilidade para avaliar se a sua escolaridade e treinamento são suficientes para executar as tarefas da abertura do trabalho.

Dessa forma, ao invés de intitular a seção educacional como “Formação Acadêmica” utilize outros título como por exemplo: “Educação e Certificações” ou “Educação e Educação Continuada”.

Lembre-se que os dados indispensáveis para inserir na seção de educação é o seu grau ou níveis educacionais e as instituições escolares que você frequentou, porém, nada impede do candidato fornecer informações mais específicas, incluindo suas principais conquistas.

Além da seção de experiência profissional, a seção de educação é uma das mais importantes no currículo, por isso, citar os cursos adicionais que você fizer é um diferencial.

Incluir os cursos e certificados e quaisquer honras e prêmios que você tenha recebido é um ótimo caminho para chamar a atenção, principalmente quando o candidato julga sua seção educacional leve, dê ênfase nos cursos extracurriculares e certificações de desenvolvimento profissional caso as possuir, também é válido listar quaisquer licenças que tenha, a menos que prefira conter uma seção separada em seu currículo, onde inclua essas informações.

Essa é a segunda opção mais utilizada pelos candidatos. Adicione uma seção separada que será dedicada em seu currículo apenas para as suas certificações, se tiver mais de uma.

Isso tratá destaque as suas certificações e cursos realizados, portanto, o gerente de contratação não sentirá falta deles. Liste os certificados que você conquistou ao longo de sua carreira. Siga o formato cronológico inverso, listando as datas em que você obteve as certificações e o treinamento, do mais recente ao mais antigo.

As empresas muitas vezes promovem o desenvolvimento contínuo dos funcionários, porque é um benefício para a organização em termos de ter trabalhadores treinados e atualizados, além disso, que se interessam em aprender coisas novas.

Coloque esta seção à frente da seção “Educação” se a certificação tiver peso, você pode intitulá-la como quiser, alguns exemplos são: “Certificações”, “Cursos e Certificados”, “Educação continuada”, “Desenvolvimento profissional”.

Quando incluir cursos e certificados em um currículo

Sempre ressaltamos aos nosso leitores, que menos é mais, um currículo longo pode prejudicá-lo na contratação, mesmo que você seja um forte candidato em potencial.

Por isso, independente de ter conquistado milhares de certificados diferentes ou realizado diversos cursos, priorize adicionar aqueles que realmente estão conectados com o que o cargo possa precisar.
Não que você não possa incluir um curso, mesmo que não relacionado à posição que procura, em seu currículo profissional, mas tradicionalmente, os gerentes de contratação estão mais interessados naquilo que o candidato tem em potencial para a vaga ofertada.

Se o curso ou certificado não tiver nada a ver com o emprego que você se candidata, ainda assim ele mostrará que você é um aprendiz interessado em aprender novas habilidades, gosta de se manter atualizado em diferentes áreas. Mas inclua tais informações se seu currículo for breve e quando não tiver outros dados mais relevantes para destacar.

De qualquer forma, os empregadores usam as etapas de entrevistas para avaliar o valor que você pode adicionar à empresa deles e é importante se diferenciar dos demais candidatos.

Não é todo dia que um entrevistador vê uma certificação importante em um currículo, embora vários cursos estejam se tornando mais comum, inclusive os online.

Adicionar cursos relevantes pode realmente ajudar você a se destacar. É um assunto que abre possibilidades para uma conversa mais extensa durante a entrevista e a chance que você tem de fazer os recrutadores te conhecerem melhor, além do básico.

Mas esteja preparado para responder às possíveis perguntas. Saiba responder o que o levou a se inscrever nesses cursos e promover sua educação, quais foram os conhecimento você obteve dos cursos e principalmente, o que você pode fazer agora que não pôde fazer antes.

Incluir os cursos e certificado no currículo ajuda a exibir um conjunto relevante de habilidades. Os candidatos muitas vezes lutam para transmitir o que podem realmente fazer por uma empresa. Falar com confiança sobre um conjunto de competências que você desenvolveu pode ajudar a orientar os entrevistadores na direção certa. É um exemplo claro do que você sabe e do que pode ser feito.

No entanto, lembre-se de que é mais apropriado inserir as certificações que possam estar interligadas à posição almejada, demonstrando que o curso tomado é um grande diferencial na sua carreira.

Por que incluir cursos e certificados em um curriculum vitae?

Incluir os cursos e certificados em um curriculum vitae é ideal para discutir as habilidades profissionais que você adquiriu e como elas se relacionam com a posição. Se você está enviando seu currículo eletronicamente, pode até mesmo anexar as certificações no e-mail ou site da empresa.

Buscar educação profissional não apenas ajuda a desenvolver habilidades importantes, mas também apresenta bom caráter pessoal e profissional, já que muitos se contentam apenas em finalizar a faculdade.

Completar um curso a distância ou presencial por si só é impressionante. Mostra que o candidato tem motivação pessoal e disciplina, maturidade intelectual, curiosidade e uma forte disposição para aprender. Todas essas características são importantes para os empregadores. É difícil para os entrevistadores sempre avaliar essas qualidades, mas é o que eles estão tentando fazer. Eles querem ver que você está disposto a ir além. Os empregadores estão à procura de talentos, mas também procuram personalidade.

Cuidado ao inserir cursos que não foram concluídos, não há problemas em informar os cursos em andamento, mas se for o caso, coloque apenas os cursos com certificados, pois estes documentos podem ser solicitados na entrevista dependendo da vaga anunciada.

Você quer algo em seu modelo de currículo que reforce a sua credibilidade, por isso, não perca linhas em um curso de nível baixo ou que foi abandonado e que não esteja aumentando o que você poderia trazer de benefícios para a empresa.

Dicas para adicionar seus cursos e certificados no currículo.

Duas sugestões foram inserir seus cursos e certificados em conjunto com a seção de educação ou criar uma seção separada e dedicada apenas para o assunto.

Se você fez mais de um curso em que lhe ensinaram algo que o ajudará no trabalho, inclua-os em seu currículo, basta manter a lista de cursos curta e mostrá-los em uma única área pequena, como a seção “Treinamento profissional” no histórico de trabalho.

Entretanto, se o candidato acredita que uma certificação é um dos pontos de destaque mais relevantes para o cargo desejado, inclua essa informação logo no início do currículo.

Destaque seu currículo com uma certificação que está em alta demanda por empregadores em seu campo de carreira. O sumário de qualificações do CV é o local perfeito para isso, ele aparece abaixo de suas informações de contato, geralmente em negrito.

Não se esqueça de incluir palavras-chave adicionais atraentes e reconhecíveis relacionadas à sua experiência e habilidades. Listar um acrônimo desconhecido no currículo pode não funcionar a seu favor, portanto, certifique-se de usar algo que o gerente de contratação reconheça.

Também é possível incluir uma seção de informações adicionais no CV, nela podem ser inseridos disponibilidade para o trabalho, mudanças de localidade, cursos de línguas, atividades relacionadas à voluntariado, hobbies e interesse pessoais e também suas certificações.

Só não se esqueça de informar a instituição em que ganhou o certificado e o período em que o curso foi realizado.
Os sites de pesquisa de mercado de trabalho, como o Bureau of Labor Statistics, geralmente publicam dados sobre quais certificações estão em demanda para uma carreira específica.

É crucial que os candidatos demonstrem que estão mantendo suas habilidades em dia, por isso, a última dica é que não basta listar os cursos que você fez, um grande diferencial é incluir um projeto especial ou um trabalho reconhecido na instituição para fornecer um contexto sobre os resultados que você trouxe usando esses ensinamentos.

Listar os cursos e certificados em seu currículo é definitivamente algo a fazer. Apenas certifique-se de fazê-lo com atenção para enviar a mensagem certa sobre sua educação continuada. Afinal, você trabalhou duro para concluir todos esses cursos no seu tempo livre, portanto, você deve isso a si mesmo para se assegurar de que eles contam na hora de se candidatar a uma vaga de emprego.