Formas de explicar um período sem trabalho no seu currículo

Você precisa mencionar um período sem trabalho no currículo? Fique tranquilo! Afinal, muitos de nós tiramos folgas do trabalho por uma razão ou outra.

Às vezes é por escolha, em outros casos sua folga do trabalho pode ocorrer porque você foi demitido ou pediu demissão e demorou para encontrar um novo emprego.

Mas qual seria a melhor maneira de explicar uma lacuna em seu currículo e durante uma possível entrevista de emprego? Depende da situação e do que você fez quando não estava empregado.

Se você está curioso sobre a melhor forma de abordar um longo período de inatividade no seu currículo, leia este artigo até o final e descubra os conselhos dos melhores especialistas.

Existem muitos motivos para deixar o trabalho por um tempo

Até mesmo a frase chega a ser assustadora, chamando à mente os abismos vazios de toda luz e som, e sem qualquer esperança de um novo emprego… Mas será mesmo que você deve temer tanto assim explicar um período sem trabalho no currículo?

Candidatos que estão um longo período sem emprego geralmente temem entregar seus currículos por medo de não terem chances contra os concorrentes.

Mas não tem que ser assim. Afinal, você não tem um buraco do tamanho do Grand Canyon no seu currículo profissional. Claro que alguns empregadores podem pensar que você esteve fazendo mais pausas do que uma banda de rock dos anos 90, no entanto, existem diversas razões mais do que coerentes para explicar este período de inatividade.

Talvez você estivesse criando uma criança, viajando, fazendo trabalho voluntário, cuidando de um parente doente ou voltando a estudar. Há sempre uma maneira de girar as coisas de forma positiva.

Você pode ter buscado por um tempo livre para fazer cursos, trabalhos como freelancer ou para conhecer outros países – e tudo isso pode fazer de você um candidato melhor ainda para o trabalho.

Esse é um momento para pensar de forma estratégica e inteligente. Crie o seu currículo pronto a partir das dicas a seguir e não cause má impressão mesmo com lacunas de emprego no seu perfil profissional.

5 maneiras de tornar as brechas de emprego menos óbvias em um currículo

Se o período de inatividade no meio profissional ainda é recente (de 6 meses a 1 ano) considere estas estratégias para torná-lo menos evidente e central no documento.

    • 1. Use as datas em anos para encobrir as lacunas: Ao listar as datas em seu currículo, você não precisa listar exatamente o mês e o ano quando escreve sobre uma posição que exerceu por pelo menos mais de um ano ou se sua posição se estendeu por muito tempo.Por exemplo, você poderia incluir as datas como “2015 – 2017” (em vez de maio/2015 – agosto/2017) em uma posição. Então, se o seu próximo trabalho começou em junho de 2018, você pode listá-lo apenas como “2018 – Presente”, o que torna a diferença de dez meses sem emprego menos óbvia.

      No entanto, se você estiver preenchendo uma solicitação de emprego, precisará ser mais específico. Você provavelmente também será perguntado sobre as datas durante uma entrevista de emprego, então esteja preparado para responder com precisão.

 

    • 2. Omita um emprego (ou dois) no seu currículo: Você não precisa incluir toda a sua experiência profissional no currículo, especialmente se você estiver no mercado de trabalho há muito tempo.
      É aceitável limitar os anos de experiência que você inclui em seu perfil a partir de quinze anos, quando procura uma posição gerencial ou de especialista, e dez anos, quando procura outras posições.

 

    • 3. Considere usar um formato de currículo diferente: Qualquer candidato pode formatar seu currículo para minimizar a visibilidade de lacunas no seu histórico profissional.Use as as datas na fonte simples em vez de negrito. Ou, você pode usar uma fonte menor do que aquela que você está usando para o nome da empresa e o cargo.

      Outra forma eficaz de esconder um período de inatividade no currículo é usando o formato funcional ou combinado, para tais tipos de CV você pode começá-los com uma declaração resumida e seção de destaques de carreira, dessa forma estará destacando suas habilidades e realizações, ao invés de quando você fez o quê.

      Essas pequenas opções de design e formatação podem fazer uma grande diferença para explicar longos períodos sem trabalho no currículo.

 

    • 4. Inclua outra experiência obtida durante o intervalo: Pense no que você fez enquanto não estava empregado. Você foi freelancer ou fez voluntariado? Todas essas experiências contam como trabalho e podem ser incluídas no seu currículo.Liste-os como você listaria seus outros empregos. Destaque o cargo, nome da empresa ou instituição, descrição brevemente do trabalho e datas de emprego. Se você se dedicou aos estudos, poderia listar isso na seção de educação do documento.

 

  • 5. Use a carta de apresentação para explicar o período sem trabalho: Use a carta de apresentação para explicar o período sem trabalho no seu currículo.
    Quando você tem lacunas de emprego que não se encaixam em seu currículo como voluntariado, estudos ou freelancer, você pode usar sua carta de apresentação para explicá-las.Por exemplo, se você tirou uma folga para cuidar de um pai idoso, um parente doente, ou para criar um filho, cite brevemente em sua carta de apresentação pronta o motivo de deixar o trabalho.

Conselhos para explicar o período sem trabalho no currículo

Mesmo que você tenha tido que sair da força de trabalho por motivos pessoais, tendo sido demitido ou por ter pedido demissão, você pode escrever o seu currículo ou entrar em sua entrevista com a mentalidade certa.

Conte com algumas respostas cuidadosamente preparadas e você ainda terá todas as chances de verem o grande candidato que você é.
Veja a seguir os melhores conselhos para você se sair bem com os empregadores!

Seja honesto

Seja qual for a razão para o seu tempo longe do trabalho, a ética diz que a honestidade é sempre a melhor política.

Mantenha sua integridade durante todo o processo seletivo e demonstre-a. Os trabalhos vêm e vão, mas ser conhecido por ser sincero pode durar a vida toda.
Principalmente em uma entrevista de emprego, seja honesto e carismático, não tenha receio de dizer, por exemplo, que você passou boa parte do seu tempo cuidando de algumas montanhas de roupas ou trocando fraldas sujas.

Seja positivo

Não importa o motivo da lacuna do seu currículo, quase sempre é possível encontrar algum valor nele. Durante os “bicos” da vida, sempre ganhamos um punhado de novas habilidades adquiridas durante o período de folga ou uma percepção do que realmente nos encanta como profissionais.

Muitas vezes há uma maneira de enquadrar os períodos sem emprego do currículo como épocas de crescimento pessoal e profissional, em vez de apenas tempo de inatividade.

Esteja preparado

Gaguejar nessa hora é um tiro no pé! Assim como você deve estar preparado para discutir suas posições anteriores, os empregadores vão perguntar sobre o seu tempo fora do mercado de trabalho, então esteja pronto para lidar com isso.

Se você tirou um ano sabático e viajou pelo mundo, compartilhe suas experiências com o seu empregador. No mínimo, eles podem encontrar conforto em saber que você ‘esteve lá, fez aquilo’ e não vai decolar em breve para viajar pelo mundo novamente, afinal, pessoas bem-sucedidas só precisavam recarregar as energias de vez em quando.

Não ter a resposta na ponta da língua pode te queimar. Às vezes você só precisa fazer uma pausa para poder voltar atualizado. Comunique-se de forma persuasiva, focando nas habilidades ganhas durante esse período de tempo.

Seja esperto

Não deixe seu currículo ao acaso. Mesmo que você pense que está tudo bem, vale a pena pedir a alguém para dar uma olhada e oferecer um feedback.

Embora o pensamento de discutir como você ficou desempregado, especialmente se você foi demitido, possa deixá-lo desconfortável, não entre em pânico. Os períodos sem emprego no currículo não são tão incomuns quanto os candidatos pensam.

Não deixe as lacunas distraírem do fato de você estar qualificado e pronto para assumir o cargo.