A estrutura do currículo que os recrutadores esperam

Você sabe quais são as informações vitais que os recrutadores analisam em um currículos para seleção de candidatos? A resposta é simples, geralmente eles estão a procura de experiência e resultados relevantes disponíveis em apenas uma página.

É claro que isso varia de recrutador para recrutador e também depende da vaga para a qual você está se candidatando, mas já deu para perceber que este é um motivo primordial do porquê a estrutura do currículo é tão importante, afinal, disponibilizar as informações sobre a sua vida profissional em apenas uma página não é uma tarefa fácil.

Descubra neste artigo a estrutura de currículo que os recrutadores esperam receber e garanta a sua vaga para as etapas de entrevista.

estrutura do curriculo

Estruturas de currículo

Basicamente são utilizados 3 estruturas de currículo, o modelo cronológico que usa suas informações em ordem decrescente de acontecimento, da mais recente para a mais antiga; o currículo funcional que foca em suas habilidades e competências; e o currículo combinado ou misto, que traz relevância para os atributos, mas também segue a estrutura clássica da cronologia para perfis profissionais.

Cada um desses formatos de currículo tem suas vantagens e desvantagens particulares, para escolher a que mais se adequa à você é necessário avaliar o seu perfil de candidato.

O modelo funcional foca nas habilidades exatamente para mascarar qualquer período de tempo longo em inatividade, mas são perfeitos também para candidatos que estão mudando de área onde a experiência anterior não torna-se atrativa. Neste caso, também é possível utilizar um currículo combinado, também aplicável para profissionais que desejam mudar de empresa que tenham outros valores, mas pretendem permanecer em posição similar.


No entanto, se você deseja uma posição na mesma área de atuação, o currículo cronológico inverso é o modelo mais tradicional, sua estrutura clássica é perfeita e facilita a leitura para os contratantes.
Uma observação importante é que você jamais escreva seu currículo permitindo-se um número ridículo de páginas. A menos que você seja um professor universitário com vários trabalhos publicados, você não precisa de um currículo de 5 ou mais páginas. Não há nada de impressionante nisso. Considere condensar conteúdo em uma única página. Além disso, o recrutador não se importa se você trabalhou na padaria da esquina em 1900 e bolinhas.

Se for uma vaga de nível sênior, é possível enviar até duas páginas, mas não exagere, os gerentes de contratação têm muitos currículos para analisar, portanto ficam empolgados com documentos que vão direto ao ponto.

Recomendamos fortemente a leitura de outros artigos sobre os 3 formatos de currículo para escolher aquele que mais combina com você! De qualquer forma, mesmo seguindo um dos 3 modelos tradicionais, o seu currículo ainda pode parecer desinteressante ou comum quando comparado a outros currículos perfeitos.

Tem tudo a ver com o conteúdo…

O conteúdo do currículo é o coração do documento, por isso deve estar impecável.
A primeira dica é que você estude a vaga e seus requisitos, em seguida, estude sobre a empresa no site oficial, páginas de redes sociais e notícias na internet.

Com isso você poderá escrever suas características mais marcantes que estão diretamente relacionadas ao modo de pensar, visão, missão e expectativas dos contratantes.

Há uma mudança que sempre é recomendada aos leitores: aperfeiçoe seus pontos de referência e experimente utilizar marcadores para suas habilidades ou tarefas mais marcantes.

Marcadores estrategicamente dispostos apimentarão seu currículo e ajudarão a garantir que seu conteúdo realmente mostre seus pontos fortes, e não apenas as tarefas chatas que foram atribuídas a você.

É isso que ajudará você a se destacar na contratação de gerentes!
Em um currículo funcional, logo em seu sumário de habilidades, distribuía entre 4 a 6 pontos de competência.

No currículo cronológico, insira seus cargos anteriores e faça um mix das tarefas e competências importantes com marcadores. Parágrafos longos tendem a entediar os leitores, seja direto e objetivo.
Cuidado para não listar apenas suas responsabilidades, mas não suas realizações. É útil que os candidatos incluam tarefas pelas quais foram responsáveis em seus trabalho. Mas é muito mais interessante saber os resultados que os candidatos realmente conduziram.

Aposte metas e métricas que os recrutadores podem usar para compará-lo com outras pessoas. Liste as coisas legais que você fez em todas as posições, e então escolha os melhores quatro ou cinco e transforme-os em pontos com marcadores.

Colocar mais responsabilidades do que conquistas é uma bandeira vermelha.

Aqui está um ótimo exemplo: Em vez de escrever “Responsável por lidar com todas as transações monetárias”, escreva “Aumentou a receita em X% ano a ano, resultando em promoção para o cargo gerente de contas sênior”. A última sentença é muito mais reveladora.

Priorize mais o profissionalismo do que originalidade. Obviamente, um currículo criativo adiciona pontos se o seu documento conseguir se diferenciar do restante, mas assim como ele pode destacá-lo, ele pode condená-lo. Pense duas vezes se vale a pena arriscar: se você tem 100% de certeza da sua aposta, vá em frente. Se você duvida, considere que um formato tradicional pode ser igualmente convincente.

Coisas que você deve trazer a tona!

A estrutura de currículo que os recrutadores esperam pode variar muitas vezes, todavia, diversos especialistas da área apostam em alguns pontos que você pode trazer sem medo e que deixa o currículo mais original.

Inclua URLs para perfis profissionais na web, artigos escritos por você, publicações, entre outros. Isso pode despertar o interesse do recrutador em conhecer você melhor;

Liste os principais projetos pessoais, isso mostra que você tem paixão por outros assuntos fora do ambiente de trabalho. Opte por interesses que tragam valores à posição que pretende ocupar, como trabalhos voluntários, esportes, organização de eventos;

Traga personalidade para o currículo, é importante manter os detalhes da experiência de trabalho o mais profissional possível, mas, acredite, há maneiras de se divertir escrevendo um currículo;

Aposte num layout diferente, os recrutadores notarão, por exemplo, a fonte e a formatação do seu currículo antes mesmo de começar a lê-lo, saia do tradicional, use uma fonte serifada mas diferente da Times New Roman, tenha em mente que a escolha deve parecer mais profissional, opte por uma fonte que seja facilmente legível, exemplos: Georgia, Bell MT, Goudy Old Style e Garamond.

Não se esqueça que todo currículo deve incluir a experiência profissional e educacional, obrigatoriamente, além das informações pessoais e de contato. No entanto, existem algumas coisas que você pode deixar de fora.

O que deixar de fora do currículo?

Existem algumas habilidades profissionais que você pode remover do seu currículo para economizar o precioso espaço ou que não agregam na profissão desejada. Veja a seguir:

  • Idiomas que você não domina bem o suficiente para ajudá-lo a realizar melhor seu trabalho
  • Conhecimentos básicos de informática, todos sabem como usar o Microsoft Word e e-mail
  • Gerenciamento básico de redes sociais, a menos que você as tenha usado profissionalmente
  • Habilidades interpessoais. Não é que você não deva mencioná-las, os recrutadores valorizam cada vez mais as habilidades sociais, mas não as liste, em vez disso, mostre-lhes os exemplos de conquistas alcançadas
  • Exageros ou mentiras
  • Tecnologia obsoleta
  • Habilidades que não têm nada a ver com a posição



Fazer um currículo perfeito é uma arte! É essencial dominar a estrutura que os recrutadores esperam para o seu currículo. Se você se propuser a um novo emprego este ano e se quiser que as empresas leiam seu perfil e entrem em contato para fazer uma entrevista, você deve prestar atenção aos menores detalhes.